sábado, 15 de janeiro de 2011

DEUS É BOM!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Há dois dias uma angustia bateu...ela é bem vinda!
Angústia em perceber que sou inabil...angústia em perceber que meu método não tá funcionando...e não conheço um curso a ser feito para me atualizar no que se chama : VIDA!!!!
Sei que  não sou estática...que estou mudando...Só não quero atrapalhar o que está sendo feito em mim e por mim...
Não tô satisfeita não...mas isso tbem é bem vindo...Quero forças pra persistir ! Quero saber o que vem por aí... Creio no Deus bom que me olha e que me resgata...
Assim continuo...
Acordando
Orando
Me alimentando
Amando
Pensando
Querendo o improvável
Acreditando no impossível
Valorizando o milagre de todo dia ...

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Coragem e Atitude

 Conversas, conversas....amo conversar....!! Um assunto tem sido pauta : Atitute feminina e masculina. Diferenças de gêneros, etc...
Assunto difícil esse...tendemos a cair em uma generalização sexista burra... Não creio que homens são piores só porque são diferentes ( e são diferentes mesmo...) Mas, tudo o que a gente não entende...tende a criticar, julgar e emburrecer dentro dos conceitos... Não posso mais...nem tenho tempo! Quero conhecer , aprender a admirar a diferença e a compartilhar a vida ! Isso é muito bom!!!
Mas...convenhamos...ás vezes, a coisa pega... Uma amiga me mandou um texto que...vale a pena ser lido! Talvez, resuma ,de vez, toda a discussão mensal sobre ; o que tá havendo no mundo masculino...


"É realmente difícil resistir a um homem bonito. Ou charmoso. Ou gentil. Ou levemente tímido. Ou super descolado. Ou engraçado. Ou que goste de dançar, e saiba. Ou que sorria com os olhos. Ou que não te troque pelo futebol todo domingo. Ou que saiba ser cavalheiro. Ou que tenha uma boca de parar a 5ª avenida. Ou com uma criatividade na cama que te deixe sem fôlego. Ou com um tórax no qual você sonhe recostar a cabeça durante todas as noites até o fim da vida. Ou com braços malhados. Ou com uma generosidade que se percebe de longe. Ou com coxas bem torneadas. Ou que trate seus pais com todo o respeito que eles merecem. Ou com aquela barba por fazer. Ou que te faça surpresas sem data marcada. Ou com o cabelo ligeiramente grisalho. Ou que goste de te ouvir, de verdade e interaja com você. Ou com as mãos macias. Ou que saiba conversar sem te ofender. Ou com os pés bem desenhados. Ou com dotes culinários admiráveis. Ou com a barriga definida, sem exagero, é claro. Ou que tenha disposição para te ajudar quando você tem coisas chatas pra fazer. Ou com uma voz que no pé do ouvido te dê ‘coisas’. Ou com um senso de humor delicioso. Ou com aquele romantismo na medida, nem meloso demais, nem um iceberg. Ou com aquela paixão por cachorro. Ou que durante a noite se aconchegue no seu cabelo e te abrace, mesmo dormindo. Ou com aquele instinto paterno que faz seu útero dar cambalhota. Ou que respeite sua individualidade e não tente te mudar. Ou que faça questão de apresentar você a todos os amigos. Ou com aquele jeito de te olhar que faz as pernas bambearem. Ou super bem sucedido e realizado no trabalho que faz tão bem. Ou com aquele perfume só dele que faz você cheirar a fronha toda noite antes de dormir. Ou com aquela inteligência que te enche de orgulho. Ou com aquela paciência que só ele tem quando você se atrasa escolhendo a roupa pra sair. Ou com muitos planos para o futuro com você.
É realmente difícil resistir a tudo isso.
E na vida, se você tiver sorte, vai encontrar 1 ou no máximo dois exemplares com essas características. Não, todas juntas, não, meu bem. Aí você está querendo demais. Com algumas delas, com uma combinação dessas coisas que nós mulheres queremos tanto.
Mas repito, se você tiver sorte… E se assim acontecer, seu estômago vai ficar repleto de borboletas, suas mãos vão suar, sua fome vai sumir, sua pele vai ficar viçosa, seu sorriso vai ser visto há quilômetros.
Eu confesso que já tive essa sorte. E encontrar um homem com algumas dessas maravilhas só me deu uma certeza… A de que tudo isso cai por terra se lhe faltarem duas coisinhas primordiais: CORAGEM e ATITUDE!"



Simone Teixeira

domingo, 25 de abril de 2010

Verdade em minha vida!

"Eu sou a videira; vocês são os ramos.Se alguém permanecer em mim e eu nele, esse dará muito fruto;pois sem mim vocês não podem fazer coisa alguma." João15,5

Isso me acalma e me posiciona! É um mistério impossível de explicar aos que não creem...Mas decidi colocar aqui, crendo que essas palavras tem uma magia...magia santa e indiscutível...sinta...no ar...no seu coração.

quarta-feira, 21 de abril de 2010

A dor e a delícia de ser quem eu sou... A dor e a delícia de saber o que eu quero...

Quando , há anos atras, eu estudei filosofia, comecei a ter uma vaga idéia do que seria assumir viver a vida que se acredita - e pagar o preço por isso.... Eu era uma adolescente, tinha 19 anos...mas..queria isso !
Quanto já caminhei pra chegar até aqui...Quantas coisas já passei...com 40 anos, olho pra minha vida e vejo nela o reflexo das minhas escolhas e verdades.
Isso me deixa satisfeita. Gosto de coisas profundas, com conteúdo! Mas tudo isso tem um preço...
Sim...não é qualquer prazer que me diverte, não é qualquer programa que me tira de casa, não é qualquer piada que me faz rir ...
É necessário ter disposição e substância...Será que fiquei exigente demais, seletiva demais...Talvez, mas, de fato, não é questão de qualidade só, é mais simples: eu sei o que eu quero! Caramba! Isso pesa...Não dá pra me enganar, pra ficar com metade( achando que é inteiro...) Não dá pra culpar ninguem...Parece tudo tão claro...que espanta!!
Preciso conhecer, perguntar, confiar antes de botar a mão...Preciso saber qual a intenção, qual a vida, qual a história. Acho isso muito importante e tenho diposição pra isso! Quero convidar e ser convidada a participar! Aguardo por isso!Só assim vale ! E isso faz parte da minha escolha e da escolha do outro! E é isso ! É a vida! É o preço! Que seja  assim! Cada um tem seu tempo - e quero respeitar o tempo do outro.
Continuo sabendo o que quero, o que me interessa, o que me empolga ! E, cada vez mais , em minha vida, Ivan Lins tem razão...Vamos a ele...

Daquilo que eu Sei
Ivan Lins

Daquilo que eu sei
Nem tudo me deu clareza
Nem tudo foi permitido
Nem tudo me deu certeza...
Daquilo que eu sei
Nem tudo foi proibido
Nem tudo me foi possível
Nem tudo foi concebido...
Não fechei os olhos
Não tapei os ouvidos
Cheirei, toquei, provei
Ah Eu!Usei todos os sentidos
Só não lavei as mãos
E é por isso que eu me sinto
Cada vez mais limpo!
Cada vez mais limpo!
Cada vez mais limpo!


sexta-feira, 16 de abril de 2010

Falta de paciência....


Ai...falta de paciência comigo...

Com os telefonemas que preciso fazer e não faço...

Com o imposto de renda que não terminei...

Com o chocolate que não consigo parar de comer...

Com um pensamento que não me sai da cabeça...apesar de eu já ter dado ordem pra ele ir embora...

Com o meu imediatismo que me deixa: tensa, irritada, insegura...

Com a minha falta de fé Naquele que tudo pode e que quer o melhor pra mim...

Como o meu desejo de fazer as coisas da minha maneira...de qualquer maneira...

Com o meu jeito, por vezes debochado e cínico por demais...

Com meu coração...

Com minha razão...

Com minha emoção...

Com meu passado...

E com tantas coisas...tantas...

TPM...

Humanidade...

Limites...

Possibilidades...

Sins e Nãos...

Tantas coisas...

Mas...vou seguindo, crendo e vivendo na esperança( esperar com confiança) que o melhor está por vir!!! No nome de Jesus!

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Quem dera...



Se Dependesse de Mim
Composição: Ivan Lins/Ronaldo Monteiro de Souza
Quero a rosa e não a roseira
Isso é que vale pra mim
Quero o tombo e não a rasteira
Mas não depende de mim
Quero a paz de catedrais
Em nossos dias normais
Quero de você o eterno cais
Quem dera!
Quero a rosa... de mim
Quero a luz de castiçais
Em nossas noites mornais
Quero brisas e nunca vendavais
Quem dera!
Quero a rosa... de mim


Mas...abro mão do meu querer pelo Seu...
Você , meu Amado, sempre sabe o melhor.

"E eu espero por Ti...
Me rendo aos teus pés
me prostro a quem tu és
Jesus meu coração...
vive por Ti!"
Deus , você me leva além...!
E eu vou...contigo vou...

terça-feira, 6 de abril de 2010


Será que o mês de março passou em branco??? Claro que não...Tão ocupada estava em viver, tantas obrigações e compromissos...março é mês de semear..e eu tava(tô) fazendo isso.

Contudo, o texto do último domingo de Martha Medeiros me tirou do congelamento no blog...Irresistível...precisava compartilhar... Aí vai...




Mind the gap

Quem já viajou para outros países, especialmente os de idioma inglês, e andou de metrô, já se deparou com o aviso que há em cada estação subterrânea. Ou está escrito no chão, ou os alto-falantes avisam: “Mind the gap”. Significa “cuidado com o vão”. Não caia. Não dê um passo em falso. Fique atrás da linha amarela. Não avance. Não arrisque cair nos trilhos. Mind the gap. Mind the gap.
Estava eu, numa noite de sábado, assistindo em casa ao filme Notas de um Escândalo, cujo atrativo maior é o duelo de duas grandes atrizes, Cate Blanchett e Judi Dench, quando a personagem da insatisfeita Cate saiu-se com essa frase: “Temos que ter cuidado com o vão. Que é a distância entre a vida que você sonha e a vida como ela é”.
A distância entre a vida que você sonha e a vida como ela é.
Mind the gap, pois a queda é dolorosa. Mantenha-se com os pés firmes na vida que você tem. Claro que a vida sonhada é determinante para a busca da felicidade, claro que é essa vida “do lado de lá” que nos mantém despertos, claro que o sonho é mais inspirador do que a realidade, porém, cuidado com o vão. É onde a gente se machuca.
O túnel de uma estação de metrô costuma ser recheado de cartazes publicitários. Fotos de ilhas caribenhas para vender cartão de crédito, fotos de mulheres sublimes para vender cosméticos, fotos de casais jovens e apaixonados para vender roupas. Um mundo lindo e perfeito, sem tédio, sem dívidas, sem solidão. Ali, do outro lado do vão.
E a gente olhando tudo isso, parado, em pé, segurando uma mochila pesada, enquanto espera o trem.
Se você está viajando a turismo, se está em outra cidade ou em outro país, de certa forma já está do lado de lá do vão, está vivendo um instante de deslumbramento, em que se encontra longe de casa, longe do trabalho, com algum dinheiro pra gastar, com tempo livre, tirando umas férias da rotina e de você mesmo: não seria essa a descrição perfeita de “a vida que você sonha”?
Férias é sempre um passeio por essa outra vida, a idealizada.
Mas pense bem: imagine uma vida eterna de prazeres, sem hora para dormir nem para acordar, com o mundo bem resolvido, o céu sempre azul, um amor tranquilo, champanhe e caviar dia e noite. Uma semana, um mês, 10 anos sem motivos pra chorar, sem um compromisso a cumprir, sem um desafio.
Fazendo esta transferência, consigo me ver estampada nas paredes de uma estação, eu e minha vida de comercial de cartão de crédito, olhando aquela outra mulher na plataforma oposta, em pé, esperando o trem para levá-la a uma reunião de trabalho, a um encontro que pode frustrá-la ou surpreendê-la, a um bairro em que pode estar chovendo, a um acontecimento que deixará seu coração palpitando, e penso que talvez eu continuasse angustiada com a imensa distância que há entre a vida que a gente sonha e a vida como ela é.
Estamos sempre de olho na outra margem, na plataforma de lá. E o vão nunca some.


Então...o que posso concluir é que eu tô numa margem, olhando para a outra... e ...com cuidado para não cair no vão...no vão do meu controle e ansiedade!!!

Mas, uma coisa é certa: Deus é muito bom e me ama...nos ama!!Então...sigo eu...com Ele...